21 de abril de 2010

Dos piratas...

Sou o único homem a bordo do meu barco.
Os outros são monstros que não falam,
Tigres e ursos que amarrei aos remos,
E o meu desprezo reina sobre o mar.


Gosto de uivar no vento com os mastros
E de me abrir na brisa com as velas,
E há momentos que são quase esquecimento
Numa doçura imensa de regresso.


A minha pátria é onde o vento passa,
A minha amada é onde os roseirais dão flor,
O meu desejo é o rastro que ficou das aves,
E nunca acordo deste sonho e nunca durmo.


- Sophia de Mello Breyner -

4 comentários:

Strangers disse...

O que aconteceu à fotografia fabulosa do cabeçalho???
Também gosto desta, mas a outra preenchia(-me) mais... Foste o primeiro Blog que eu vi a colocar uma imagem tão grande e por isso era única.
Vais alternando entre uma e outra? :-P
*

Mar* disse...

A verdade é que também não estou satisfeita com o resultado...apetecia-me mudar, mas fiquei imediatamente com saudades da imagem antiga.

Agora, com um incentivo "fabuloso" destes, é impossível não regressar ao same old me ;)

***

naomemandeflores disse...

Que coisa linda! ♥

Merenwen disse...

Love pirates. And like you new pic, but not sure if I prefered the other one...